jusbrasil.com.br
22 de Junho de 2017

Discurso de Lula na ABI assusta! O exército vermelho pronto para apunhalar o Estado Democrático de Direito

Leonardo Sarmento, Professor de Direito do Ensino Superior
Publicado por Leonardo Sarmento
há 2 anos

Discurso de Lula na ABI assusta O exrcito vermelho pronto para apunhalar o Estado Democrtico de Direito

A manifestação em “defesa da Petrobras” [seria uma autodefesa?] começou com grande tumulto na porta da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Centro do Rio. Cerca de 500 manifestantes, a maioria integrantes da CUT e filiados do PT entraram em confronto com um pequeno grupo a favor do impeachment da presidente Dilma. A chegada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi cercada de vaias e aplausos. Também compareceram o líder do MST, João Pedro Stédile, o prefeito de Maricá, Washington Quaquá, e o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, todos do PT.

Já em discurso no auditório da ABI, Lula mostrou-se Lula, seguem trechos:

“Quero paz e democracia, mas também sabemos brigar. Sobretudo quando o Stedile colocar o exército dele nas ruas”. Stédile, como se sabe, é João Pedro Stédile, líder do MST, e adorador dos ideais da Revolução Cubana, que prega a violência, invade propriedades e gostam tanto da democracia como Kim Jong-li da Coreia do Norte.

O discurso como haveria de se esperar não foi um primor admirável, optando em bater em parcela da democracia, em especial na imprensa — desta vez pela forma como vem cobrindo a Operação Lava Jato – referiu-se a uma suposta “criminalização da ascensão de uma classe social neste país” e asseverou: “As pessoas subiram um degrau e isso incomoda a elite”.

Lembremos que, a elite é a dona dos supermercados, dos grandes magazines e só teria a agradecer o aumento do poder aquisitivo do brasileiro que estaria a consumir mais. Essa realidade hoje, é verdade, já estaria defasada. Com uma inflação maquiada, mas mesmo maquiada, em patamares não imagináveis após a estabilidade conseguida com o Plano Real, o poder de consumo do povo resta severamente comprometido. Inflação galopa enquanto que salários e aposentadorias caminham lentamente e tendem a hibernação.

Agora no Governo Dilma inventou-se uma tal “classe média” que já corresponderia a 54% da população brasileira. E que classe média seria essa? Segundo a SAE (Secretaria de Assuntos Estratégicos, são as famílias com renda per capita, atenção!, entre R$ 300 e R$ 1.000. Um casal cujo marido ganhe o salário mínimo (R$ 678) — na hipótese de a mulher não ter emprego — já é “classe média” — no caso, baixa classe média (com renda entre R$ 300 e R$ 440). Se ela também trabalhar, recebendo igualmente o mínimo, aí os dois já saltarão, acreditem, para o que a SAE considera “alta classe média” (renda per capita entre R$ 640 e R$ 1.020). Que país é esse? Parodiando Renato Russo, mas lembrando da triste realidade do continente Africano.

De certo a “elite” dos bancos também está feliz, sempre batendo recordes no Governo do PT. Onde estaria, nos termos do discurso de Lula a elite incomodada? De repente na regulamentação por Lei Complementar do imposto sobre grandes fortunas? Não, este não foi regulamentado.

A verdade é que estamos à beira de uma guerra civil. O caos instalou-se com ares de definitividade. Crise é a palavra do momento, crise econômica, política, tributária, hídrica, elétrica, de credibilidade internacional, moral, opa, cansei... Seria crise que está prestes a viver a ordem constitucional, o Estado Democrático de Direito em grau semelhante ao vivido em 1964, apenas de sinal trocado, agora de cor vermelha. A revista The Economist traz novamente esta semana uma capa sobre o Brasil. Na edição latino-americana que chega às bancas, uma passista de escola de samba está em um pântano coberta de gosma verde com o título "O atoleiro do Brasil".

Uma imprensa que começa a se calar, amesquinhar-se diante de uma democracia que já vislumbra-se carcomida em curto espaço temporal, como silenciou-se com o golpe de 64, inicia-se o processo do “fala quem pode, obedece que tem juízo”. Uma oposição pálida, “para inglês ver”, que pouco ladra e nada morde. Talvez seja o fator preponderante que fará um início de uma guerra civil postergar-se no tempo, a sociedade aos poucos começa a não mais ser informada potencializando seu natural grau de alienação informativo-cultural. Movimentos da sociedade que saem às ruas contra o regime atual passam a ser ignorados pela imprensa nacional, quem sabe alguma nota na pequena mídia. A sociedade está órfã, está por si.

Em um Estado completamente aparelhado não há forças de resistência que não a sociedade de “per si”, quando parcela ainda encontra-se corrompida pelos bolsas-eleição e em profunda desorganização. Aliás, dois “programas” formam a estrutura ideológica de ação governamental: repartição do dinheiro público como forma de garantia eleitoreira, e distribuição de dinheiro público para o fundo dos aliados à esta organização criminosa, leia-se beneficiários de mensalões, petrolões, e demais instituições que se encontrem sob o julgo do Governo Federal, mas ainda não desvendadas.

Quem hoje clama pelo respeito aos alicerces traçados pelo constituinte nos termos do princípio da Supremacia da Constituição acaba chamado de “golpista”, que ironia. Sim, pois o que temos no poder ascendeu por escrutínio popular, pelo voto, ainda que venha drasticamente perdendo sua legitimidade conforme nos informam as últimas pesquisas.

É paradoxal, mas de um lado está o respeito à democracia da escolha popular, de outro a manutenção do Estado Democrático de Direito para além das escolhas advindas do voto popular. Não possuímos o instituto do “recall político” [já tratamos do tema em artigo anterior]. Impeachment é processo iminentemente político, e da política não há nada que possamos esperar neste sentido, a política é protagonista do que há de mais putrefato no sistema. Da ponderação temos que o Estado Democrático de Direito deveria prevalecer, porém...

Ao lermos o preâmbulo da Constituição de 1988 observamos:

“Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Em negrito partes que o preâmbulo restaria sem efetividade já em momento presente, ou em vias de. Ao menos o preâmbulo não há do que se envergonhar, pois como sabemos o STF o considerou como de irrelevância jurídica. O Supremo Tribunal Federal ao enfrentar a questão concluiu que o preâmbulo constitucional não se situa no âmbito do direito, mas somente no âmbito da política, transparecendo a ideologia do constituinte. Desta forma, o STF adotou, expressamente, a tese da irrelevância jurídica. Vergonha que deverá passar o texto normativo em muitas de suas cláusulas pétreas, inclusive, já que este, nos termos que sustenta o STF possui força normativa, portanto importa para o direito, ainda que de fato sua importância venha sendo reduzida pelas forças políticas que nos representam.

Em uma sociedade com uma maioria ainda de menor discernimento, como constitucionalista venho sentindo-me aviltado, paulatinamente sufocado ao vislumbrar as expectativas que restaram a este país. O Estado Democrático de Direito idealizado pelo constituinte está faticamente em perigo. Quando os encontros do Foro de São Paulo, que sempre pregaram um regime impositivo populista começam a não mais sustentar-se democraticamente, quando a força passa a ser o único escudo vislumbrável para a perpetuação no poder nos termos que se “contratou” via deliberação no Foro de são Paulo para a América Latina, o “circo dos horrores” começa a verdadeiramente assustar.

Até onde se poderá tolerar o terrorismo de um partido inserido em uma democracia? A violência como modus operandi para calar uma democrática forma de oposição estaria legitimada a partir de uma causa de valia discutível como é a defendida pelo Partido dos trabalhadores?

O ato de “defesa da Petrobras” foi uma convocação de Lula à luta, para, custe o que custar, manter o Partido dos Trabalhadores no poder. Uma sonora ameaça à ordem pública e à paz social que o Ministério Público Federal não pode ignorar, se abster. Em um Estado Democrático de Direito como ainda é o Brasil, a liberdade de expressão é um direito fundamental e à priori inviolável, mas, à posteriori, pode sofrer restrição, pois não é absoluto, a depender da forma como restou utilizado dado direito fundamental. Liberdade apenas se concebe como responsabilidade, o que não se concebe são censuras odiosas. Incitar a violência, é ato que deve sim, ser responsabilizado!

229 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Esse senhor sempre foi um ignorante (no sentido conotativo do termo), mas está, a cada dia, superando-se. Não tenho palavras para expressar tamanha imbecilidade. Quase não trabalhou na vida, viveu de benefício previdenciário, de greve e do fundo partidário, não estudou... E foi presidente do país (e o é, indiretamente, até hoje).
Venceu da mesma forma que o PT fez na última eleição: apontando os erros alheios para, depois, cometer exatamente os mesmos (ou piores).
Vamos ver se terão mesmo culhão para bater de frente com os milhões que irão às ruas dia 15/03. continuar lendo

Hyago só uma correção este senhor nunca trabalhou de verdade, sempre mamou nas fartas tetas do "Estado" ou nas dos Sindicatos, é um vagabundo que se disse um dia representante dos trabalhadores... continuar lendo

Razão ao Hyago, note porém, que em uma "extensão de terras ocupada por indivíduos desorientados" (... pois que Brasil ainda não se constitui em "Nação"...), onde prevalece a mais absoluta ignorância e ausência desmesurada de cultura, qualquer gorila truculento e mais ignorante que os demais se sobrepõe. continuar lendo

Esse governo perdeu a compostura e o bom senso. Já se acham os ditadores do pedaço, e diga-se com todas as letras, o governo pt não governa para o Brasil e sim para uma agenda comunista sórdida e doentia. Já infringiu a Constituição várias vezes ante a omissão e apatia das autoridades. Destruiu a credibilidade dos três Poderes nomeando corruptos despreparados para administrar uma nação, mas que obedecem ao que manda o Planalto. Vejam o link abaixo.

http://youtu.be/QqefRLVfeBI

Teaser do Longa "Cala a Boca Raquel" baseado em estória real de uma jornalista perseguida pelo governo. Ela descobriu uma trama sórdida em que uma quadrilha internacional formada por ditadores se apossou do governo para saquear o povo e acabar com sua liberdade, mantendo-o escravizado e indefeso. Por favor, ajude a compartilhar. abs continuar lendo

Enquanto esquerda e direita se unem para agitar o povo, nos bastidores políticos, magistrados e outros agentes públicos continuam roubando, prevaricando e renovando seus acordos para encobrirem seus crimes. Esse apego exacerbado da população à dicotomia, essa eterna sede de brigas e disputas só nos faz permanecer no mesmo lugar. Somos passionais demais! continuar lendo

Primeiro, a "casa caiu"; depois "afundou o navio"; agora ele quer "por fogo no pavio" !! Acho que pra ele, "vai ter chumbo". E vai ser do grosso. continuar lendo

Lula discursa sobre exército (do MST), porém de onde viriam as armas que um "exército" porta, se considerada a validade do "desarmamento" da população..?
Quem, afinal foi desarmado, ou melhor, a quem foi permitido permanecer armado? continuar lendo

O PT deveria se chamar Partido Terrorista. continuar lendo

Muito boa, PARTIDO TERRORISTA... continuar lendo

Li nesse site algo bem coerente, que faço questão de destacar. Como servidora pública, e não como "funcionária" pública, sempre exerci minhas atividades consciente que todo servidor público tem a função de servir ao público, ao povo. Mazelas, corrupções, falcatruas, elas, infelizmente, fizeram e ainda fazem parte da história do país. A Petrobrás não deve ser responsabilizada pelas falcatruas, maracutaias, corrupções que veio e vem sofrendo ao largo do tempo. Mas infelizmente, sempre ouvir dizer que o povo brasileiro não tem memória ou se deixa levar pela situação do momento, sem entender seu contexto político.Corrupção existe em lugares onde a impunidade é suprimida. Isso em todos os âmbitos, federal, estadual e municipal. Caso recente, foi do judiciário,o que explica um juiz transitar com um veículo que deveria estar sob guarda da justiça para posterior leilão? Isso é legal?é ético? é moral?
A quem interessa o estímulo a uma guerra civil? a burguesia para manter seu status quo ou ao povão?
Reflitam sobre essas palavras do filósofo, teólogo, escritor José Lisboa Moreira de Oliveira: "...No momento atual golpe em ação atende pelo nome,de''mensalão do PT". A burguesia, como sempre percebendo o crescente avanço da insatisfação popular, decide desviar a atenção da sociedade brasileira insistindo pesadamente num suposto crime do Partido dos Trabalhadores. Não duvido que tenha havido esse "mensalão", embora ilustres figuras do mundo jurídico•e acadêmico coloquem em dúvida muita coisa. E tenho bons motivos para acreditar que o "mensalão do PT" seja mais uma, armação para desviar, a atenção dos brasileiros de mais um golpe contra o povo. Neste caso o PT' é apenas o "bode expiatório" sobre o qual concentrar a raiva e a ira das multidões, como aconteceu em 1964, quando se acusava os "comunistas", de serem "antropofagistas", ou seja, "devoradores de crianças". E, enquanto o povo tem a sua atenção desviada .para. o "mensalinho" do PT, as elites tratam de esconder as roubalheiras praticadas pela privataria e por outros estrondosos "mensalões" ,que passam pelos "buracos" do metrô de São Paulo, pela venda das teles e da Vale, pelas "caixas de Pandora" de Brasília e pelos paraísos fiscais do mar do Caribe e da Suíça.
A atual elite usa a mídia golpista para insuflar multidões e encontrar "culpados". Como em 1989 gera novos "caçadores". E o pior de tudo é que esses novos caçadores estão abrigados sob as togas da Justiça, a qual, por natureza, deveria ser totalmente imparcial na defesa da verdade e do bem-comum.No momento atual golpe em ação atende pelo nome,de''mensalão do PT". A burguesia, como sempre percebendo o crescente avanço da insatisfação popular, decide desviar a atenção da sociedade brasileira insistindo pesadamente num suposto crime do Partido dos Trabalhadores. Não duvido que tenha havido esse" mensalão ", embora ilustres figuras do mundo jurídico•e acadêmico coloquem em dúvida muita coisa. E tenho bons motivos para acreditar que o" mensalão do PT "seja mais uma, armação para desviar, a atenção dos brasileiros de mais um golpe contra o povo. Neste caso o PT' é apenas o" bode expiatório "sobre o qual concentrar a raiva e a ira das multidões, como aconteceu em 1964, quando se acusava os" comunistas ", de serem" antropofagistas ", ou seja," devoradores de crianças ". E, enquanto o povo tem a sua atenção desviada .para. o" mensalinho "do PT, as elites tratam de esconder as roubalheiras praticadas pela privataria e por outros estrondosos" mensalões ",que passam pelos" buracos "do metrô de São Paulo, pela venda das teles e da Vale, pelas" caixas de Pandora "de Brasília e pelos paraísos fiscais do mar do Caribe e da Suíça.
A atual elite usa a mídia golpista para insuflar multidões e encontrar" culpados ". Como em 1989 gera novos" caçadores ". E o pior de tudo é que esses novos caçadores estão abrigados sob as togas da Justiça, a qual, por natureza, deveria ser totalmente imparcial na defesa da verdade e do bem-comum. ..."
Transcrevi uma parte desse texto porque expressa meu pensamento, dois livros foram escritosa respeito das privatarias, cheguei a questionar ao MPF mediante tantas provas apresentadas pelo jornalista Amaury Júnior, porque a imprensa, a mídia burguesa se calou? Recebi como resposta que se eu apresentasse provas, iriam investigar. Eles tinham que investigar, ainda mais que um dos beneficiários do dinheiro do fundo de pensão do Banco do Brasil abriu processo contra o jornalista e perdeu em todas as instâncias, onde foi parar o dinheiro, o diretor do BB se aposentou com honras?
O Banco do Brasil não saiu com imagem queimada na imprensa, porque quando ela quer, se faz de cega. Mas odinheiro sumiu e ninguém foipunido porque não houve CPI e as que tentaram abrir, foram arquivadas.
Nãoestou defendendo partidos políticos e sim que todos recebam o mesmo peso e a mesma medida. Veja o caso doMetrô, quando a sociedade brasileira tomará ciência do que está acontecendo em S.Paulo?
A justiça só é cega para uns? A justiça tem que começar pelo poder judiciário, pelos desmandos dos juizes (claro que nem todos), pelos deputados, senadores e todos os orgãos públicos.
Por que aumento de deputados, juizes, senadores, não passam pelo voto popular?
Enquanto o SM sobe menos de 9% os nossos representantes na câmara e no senado votam com favorecimento deaumento salarial de quase 50%. Achando pouco o que recebem, ainda aprovam passagens aéreas para suas esposas, não sabia que esposa de político estaria nos representando também.
Outro abuso, são juizes, desembargadores,etc..receberem auxílio moradia para residir em suas próprias residências.
Essas ações dos nossos legisladores, sãotão imorais quanto qualquer outro tipo de roubalheira, afinal a fonte é uma só: DINHEIRO PÚBLICO = DINHEIRO DO POVO BRASILEIRO.
Temos que ser prudentes, sensatos, para não virarmos marionetes nas mãos de grupos que tem interesse em desestabilizar o País. continuar lendo

Aladia,

Respeito sua opinião, mas não consigo dividir o Brasil em "burguesia" e "povão".
O que você entende por "burguesia" aparentemente é a classe trabalhadora e produtora que mantém o sustento desse país.
Uma pergunta: Em qual classe você enquadra o presidente Lula, por exemplo?
Por acaso ele continua sendo sindicalista, do "povão"? Não. Hoje seus amigos do peito são grande empresários e empreiteiros, perfeitamente enquadráveis no seu conceito de "burguesia". continuar lendo

Prezada Aladia,
A denominada burguesia é a classe trabalhadora, que paga impostos altíssimos, para sustentar projetos eleitoreiros e populistas deste governo corrupto.
Ademais, o grande líder da denominada classe operária, Senhor Luis Inácio, é o exemplo mais claro do que é a denominada burguesia.
O citado Senhor é dono de um apartamento na praia que custa 1 milhão e 500 mil reais, fuma charutos cubanos da melhor qualidade, anda em carros bons, usa roupas de marcas. Ou seja, possui um discurso, mas pratica atitudes completamente destoantes do que prega. Um verdadeiro demagogo. continuar lendo

Sou servidor público e vejo todos os meus colegas com discurso semelhante.

Duvido que manteriam o mesmo discurso se fossem para a iniciativa privada receber salários "reais" condizentes com a economia.

Duvido que manteriam o mesmo discurso se tivessem que usar a educação, saúde e transporte público que tanto defendem. Afinal, a saúde e a educação privadas e o carro próprio é bom para a gente, mas não para o resto do povo. Para o resto do povo é bom mesmo o SUS, as escolas públicas e o metrô.

Sempre achei a minha "classe" de nobres colegas servidores públicos curiosos. Defendem igualdade, mas diferente dos celetistas, quando fazem greve, querem receber os dias não trabalhados, querem ter estabilidade e salários maiores. Quando falam em ponto eletrônico, ficam ofendidos. Além de quererem distância do FGTS.

Hipócritas. continuar lendo

Todos os que responderam a manifestação da Aladia aqui, falaram... falaram... falaram e não falaram nada !!! Não houve sequer uma manifestação de apoio para as legítimas indignações apresentadas por ela ao final de seu texto...
Estes críticos só demonstram que suas "indignações", tal qual a da maioria da população brasileira, está completamente focada na Petrobrás... como se lá fosse o único "antro" que corrompe políticos e empresários. São críticas meramente manipuladas por uma mídia oportunista que fecha os olhos de todos para os fatos apresentados pela Aladia ao final (e que mereceriam tanta indignação quanto).
Literalmente, é a mesma manipulação para a condução de um rebanho de gado para o matadouro quando se interpreta as manifestações da "plebe ignara" (saudoso Stanislaw) contra a "corrupção"... ainda que seja real motivo de indignação popular, a grande mídia consegue torná-la seletiva e direcionada para onde querem... e a "massa" sequer consegue entender o que há por detrás de um eventual "impeachment" e privatização da Petrobrás... continuar lendo

Alexandre Matthes,

Por que quando a mídia, no primeiro e segundo mandatos do Presidente Lula, quando massacrou toda a oposição, e artistas davam apoio a ele - Lula - e inclusive financiou o filme "Lula, o filha do Brasil" com recursos estatais não foi taxa de oportunista e golpista? Será que naquela época ela era "imparcial e honesta"?

Será que o seu pensamento se pauta nisso: "Quando concordam comigo, são imparciais, honestos e tem consciência social, e quando discordam, são golpistas, tendenciosos e estão a serviço da burguesia e do capital estrangeiro".

É ridículo. Veja a prestação de contas da Presidente Dilma da eleição do ano passado no TSE, e terá embasamento para argumentar. Lá você verá que ela recebeu 350 milhões de empresas, da sua "burguesia golpista". Bem mais do que Aécio Neves, Marisa Silva, Luciano Genro, Levy Fidelix e todos os demais candidatos receberam juntos, os supostos golpistas reacionários da oposição.

E dinheiro público não é dinheiro do povo, é dinheiro mal gasto. É como antes da privatização, quando a empresa de "telefonia" supostamente do povo, era cara, ruim e pouquíssimas pessoas tinham, pois custavam muitas vezes o salário mínimo a posse uma linha.

Privatizam tudo, e todo mundo, todo mundo mesmo, tem celulares de últimas geração com planos de banco de dados, longe do que deveria ser, é lógico, pois ainda é caro, mas infinitamente mais barato do que era quando era serviço estatal. E lembrando que o "custo alta da telefonia privada" nem é tanto pelas empresas "ávidas por lucros", mas sim por impostos altíssimos para sustentar uma classe de parasitas chamada parlamentares e servidores públicos.

Somos 100.000 mil servidores no poder executivo, e consumimos 1/3 de toda a receita arrecadada do povo com folhas de pagamento e nossa previdência tem um rombo de 60 bilhões, muito maior do que a do FGTS, com o agravante que a previdência dos servidores atingem 100 mil pessoas, a do RGPS, dos celetistas e trabalhadores comuns, atingem 200 milhões de brasileiros.

Hipócritas ridículos. Não são a burguesia o responsável pela miséria da população, são vocês parasitas que sugam todos recursos de impostos. continuar lendo

O Juiz não fez. nada tão grave, ele pode delegar,a guarda do bem a uma pessoa. sendo ele qual o problema. continuar lendo

Prezada Aladia,

Fico satisfeito em ver pessoas como você, que não se deixam enganar. Precisamos de mais gente com espírito crítico. Mas, ao ver a maior parte dos comentários deste site, fico vendo como é eficiente a ideologia burguesa em fazer uma lavagem cerebral, a ponto de até mesmo os mais necessitados, humildes empregados ou pequenos empresários com pro-labore de 10 ou 20 salários mínimos ostentam com orgulho a ideologia dos poderosos. Que nada seriam sem a multidão de inocentes úteis. continuar lendo

Aladia, excelente comentário!
Há uma repulsa seletiva contra a corrupção. Fuzilamento ao PT para trazer em seus braços os pupilos da ditadura e os corruptos que não foram punidos.
A falsa classe pensante do país (a média) vem se apresentando como a verdadeira massa de manobra.
No final das contas, como já comentei em outro texto, a raiva é a melhoria de vida da população mais pobre e o bolsa-família.
Quanto ao comentário do Carlos Guilherme, também sou servidor público e concordo com suas observações, especialmente a respeito da greve. Acho que o serviço público é caro, há excesso de servidores, ineficiência, etc (apesar de que vejo muitos serviços públicos melhores que serviços privados).
No entanto, em regra, meus colegas são CONTRA o PT, exatamente por julgarem que nossos "privilégios" são insuficientes.
A crítica só é impertinente, porque a Aladia em momento algum fez as reclamações comuns de nossas categorias. Limitou-se a fazer reflexões importantes sobre o interesse da grande mídia, a mesma que apoiou incondicionalmente a ditadura militar e que tem sede por mais verbas governamentais. continuar lendo

Cara Aladia, também vejo com muita tristeza esta hipocrisia moral de políticos que tentam a todo custo tirar proveito da situação, acusando um colega daquilo que eles mesmos fazem a rodo, para conquistar a opinião pública e chegar ao poder.
Triste é ver a crença de pessoas que acham que existe apenas um partido político corrupto!
O PT será como um boi de piranha, um boi igual aos outros que sacrificado permitirá que a manada passe ilesa!
Meu temor é que estes ignóbeis se contentem com o impeachment de "uma pessoa" e passem a acreditar que se acabou com a corrupção!
Votam nos mesmos senadores, deputados federais e estaduais e vereadores e acreditam que eliminando "uma pessoa" ou "um partido"o Brasil tomará o rumo certo e passará a ser mais justo!!! continuar lendo

Concordo com a Senhora Aládia Carvalho.
Seu é brilhante e espero que sirva para esclarecer muitos "partidaristas exacerbados" que aparecem pelas redes sociais clamando por guerra civil e intervenção militar no país. Será que estas pessoas tem noção do que seja uma guerra civil, ou, uma intervenção militar? Com certeza que não, por que se soubessem a sanidade mental deles estaria em dúvida. O problema é que o conhecimento histórico-político destes coitados é mínimo. Veja bem: quem nasceu em 1982 não viu as asneiras e desgraças que os governos do SARNEY, COLLOR, ITAMAR FRANCO E FHC fizeram ao Brasil.
Contavam com apenas apenas 13 anos 1995 quando FHC foi eleito e ficou no poder até 2003, portanto, não puderam as idiotices de todos estes presidentes. De 2003 para ca a única referência de governo que eles têm é do PT. Assim, é esta turma que está por ai pedindo intervenção militar como se entendessem as desgraças de uma guerra civil que fatalmente virá com um novo golpe militar. ELES NÃO TÊM IDEIA DO DERRAMAMENTO DE SANGUE QUE SERÁ DESTA VEZ. continuar lendo

É desanimador elaborar um texto e não vê-lo publicado. continuar lendo

Enquanto nós,brasileiros, ficarmos apontando que esse ou aquele presidente TAMBÉM beneficiou-se de dinheiro público,enquanto as trocas de acusações continuarem, estaremos desapercebidamente tirando o foco daqueles que DEVERIAM tomar as atitudes que esses casos requerem; O poder judiciário.
A policia federal investiga, o ministério público denuncia e o judiciario julga, simples assim.Agora, se o poder judiciário não faz sua parte, podemos e devemos tomar as atitudes que o caso requer.Povo na rua assusta o poder dominante, e não adianta Stédile do MST ameaçar, pois esse senhor (Stédile) apenas usa o movimento dos sem terra em proveito próprio, ou alguém deconhece que essa figura mora (ou morava) no Bairro das Perdizes em São Paulo, por sinal bairro esse de alto padrão e que seus filhos estudaram no exterior ? E tudo isso com o dinheiro arrecadado pelo MST as custas do governo petista, que além de ser o criador da sigla ainda o sustenta com dinheiro.
Alguém entre os comentaristas disse que o governo do PT melhorou muito a vida das pessoas, eu digo que TODOS os governos pós regime militar, contribuiram de alguma forma com a melhora do padrão de vida da população, mesmo por que é impossivel retroagir, principalmente em um mundo globalizado e com tanta tecnologia surgindo a cada instante.
Aliás, é bom que se diga que as pessoas ao se candidatarem ao cargo de presidente do Brasil, sabem de antemão que o cargo é espinhoso, que serão criticados,xingados,acusados etc., portanto tem de estar preparado e não se sentir surpreso com reações adversas de parte da população.

Não nos esqueçamos; 15/03/2015 vamos todos para as ruas EXIGIR da atual ocupante da cadeira presidencial, que faça exatamente o que PROMETEU na campanha, sem o que perderá o resto da credibilidade que ainda tem, se é que a tem ainda. continuar lendo

Esta visão conspiratória é mais do mesmo. A pseudo esquerda brasileira sempre que se vê em apuros, com os seus paradigmas e projetos ameaçados recorre a um discurso de vitimização. Ora, ninguém minimamente consciente vai acreditar que o PT esteja sendo vítima de uma conspiração burguesa. O PT é vítima de sua própria incompetência, do malogro da sua visão de mundo, fundada em um postulado teórico ultrapassado e visivelmente de viés ideológico. Julga-se científico, mas não é. Nunca foi. Agora vão querer dizer que tudo que aconteceu na Petrobrás é uma criação da mídia burguesa. Sempre falam das privatizações, mas esquecem que, FHC, quando teve o seu telefone ilegalmente grampeado pelas ostes dessa pseudo esquerda não sei traiu. Falou em claro e bom tom que as privatizações deveriam servir ao bem do povo brasileiro. No mais, aos saudosistas das finadas estatais privatizadas, pergunto: que falta faz aquelas empresas ineficientes, deficitárias, verdadeiros cabides de emprego e ninha de corporativistas? Nada. A vida do brasileiro, do povo brasileiro, em sua grande maioria, melhorou desde que ocorreu a privatização de muitas empresas cujos serviços prestados são essenciais, como a telefonia. Ou será que ficar numa fila de 20 mil pessoas para comprar um telefone, e depois esperar 2 anos para instalá-lo, é algo agradável que denota bem estar? Ora, esse argumentos acerca das privatizações foram todos jogados por terra. Se houve descalabro no governo FHC, como roubalheira, por que o PT, nos 12 anos de governo à frente do país não denunciou? Por que não trouxe a público, já que tem o queijo e a faca na mão, como disse FHC? Não o fizeram porque não têm o que mostrar, a não ser recorrer a um discurso caduco. Falam contra a privatização mas eles mesmos estão destruindo a Petrobrás, sem qualquer senso de moralidade ou distinção em o público e o privado. Bom, teria muitas outras coisas pra falar. Mas chega! Apenas para lembrar, o velho Marx, o grande teórico do método dialético e co-autor do Manifesto Comunista, era um árduo defensor da liberdade de imprensa, precisamente nos moldes em que ela foi concebida pela revolução francesa que, diga-se, é tida como burguesa. O irônico nisso tudo é que essa velha esquerda gosta da liberdade burguesa para utilizá-la na defesa de seus postulados, mas a odeiam quando essa liberdade serve para questioná-la. continuar lendo

Aladia Carvalho deve ser comunista de carteirinha, pois, mostra desconhecer o que é o comunismo. Quer justificar o injustificavel no seu escrito. continuar lendo

Isto por causa desse sistema corrupto de eleição do Brasil. As coligações, votos de cabresto, votos de legenda sempre sobrepõem as escolhas do povo. Isto tá certo????
Então minha gente, vamos acabar com isso.
Vamos às ruas urgentes pedir o fechamento do congresso e expulsão dessa corja de políticos que nada fazem por nós, o povo.
Vamos pedir mudanças já para que as eleições considerem eleitos os candidatos que tiverem maior número de votos, sem exceções!
15 MAR 2015 JÁ! NÃO SOMOS COVARDES. VAMOS ACABAR COM OS DELÍRIOS DO LULA E DA DILMA. continuar lendo

Carlos Guilherme

Atualmente as teles são campeãs de reclamação nos órgãos de defesa do consumidor e encabeçam as listas em quantidade de processos judiciais... é este seu conceito de eficiência na prestação de serviço público privatizado ?

Sobre os demais temas, você demonstra um enorme desconhecimento da matéria tributária e do custeio dos serviços públicos... Enfim... Adoraria poder ter um diálogo construtivo e com trocas de ideias com você, mas o que vou falar diante de tantas conclusões precipitadas, achismos, generalismos e preconceitos ?!?! Proponho que estude um pouco mais sobre os temas que criticou para podermos conversar em um nível um pouco mais alto, ok. continuar lendo

Alexandre Matthes,

É assim que rebate meu argumento, com uma falácia "ad hominem"?

Você poderia entrar no mérito e questionar meus posicionamentos, mas você apenas se preocupou em apontar minha "suposta ignorância" e "falta de estudo". O objeto do debate aqui não é a minha "falta de escolaridade", e sim posicionamentos sobre a nossa sociedade.

Rebatendo seus argumentos...

Embora pese que nossos serviços telefônicos tem uma qualidade a desejar, e encabeça muitas reclamações, nos ainda temos acesso a eles. Coisa que não tínhamos antes da privatização. E ainda podemos escolher entre um e outro (Claro ou Vivo, Tim ou Oi), coisa que não poderíamos ser fosse uma estatal única. E eles ainda são auto-sustentáveis e geram divisas para a economia, coisa que não era quando era estatal (gerava déficits que comprometiam a receita). Imagine você pagar impostos por um serviço que você não pode ter acesso pelo preço e ainda de péssima qualidade? Assim era antes de privatizar a telefonia.

Em nenhum momento disse que o livre mercado e o neoliberalismo são perfeitos. Nada nesse mundo é. Só na cabeça de um marxista que sim.

Amigo, adoraria sim ter uma conversa com você sobre o assunto. Mas se acha que tenho preconceitos, e faço uso de generalizações, deveria apontar onde incido em erro, pois do contrário, mesmo não tendo intenção, você estará usando de argumentação "ad hominem" que visa atacar a figura do interlocutor que se debate, denegrindo-o, de modo a fazer valer menos seus argumentos, uma vez que os argumentos por si só chegaram a um ponto que não podem mais ser atacados.

P.S.: caso queira conversar sobre, vamos trocar e-mails. Terei o maior prazer em abrir a minha cabeça para posicionamentos diferentes.

Eu sempre gosto de ler jornais e artigos da outra ala ideológica, para ver o que pensam e como pensam, e comparar com minhas posições para validá-las ou reformulá-las.

Mas convenhamos, isso só pode ser feito quando se apresentam argumentos...

Abraços, continuar lendo

infelizmente a senhora precisa de psiquiatra urgente, a Petrobras sempre deu lucro e era uma empresa modelo pra o Mundo, assim que esta quadrilha assumiu o poder o roubo foi tão absurdo que hj a empresa deve mais que seu patrimônio, tinamos orgulho de trabalha na Petrobras hj não sabem se fecha ou vai ser leiloada o PT acabou e esta acabando o BRASIL. Sempre houve corruptção mais o PT roubo e deixou rouba que chegamos ao caos!!! continuar lendo